G. TETYMOOEL UM GRUPO QUE FAZ A DIFERENÇA

 

 

PROJETO SEMEAR

CASA VELHA. LUGAR ANTIGO

  1. Casa Velha. Lugar antigo

Quando Deus criou o mundo, o fez com tanta perfeição como ele próprio é, mas o homem com o seu poder de escolha, quando pecou rebelou-se contra Deus, corrompendo aquilo que estava em perfeita harmonia, onde Bíblia diz que a própria natureza foi atingida e geme esperando o dia da redenção, quando tudo há de ser restaurado (Rm. 8.21,22). A partir dessa decisão do homem, o mundo tornou-se um lugar antigo, uma casa velha. Observe na trajetória da humanidade, no decorrer séculos que os mesmos pecados cometidos no passado são praticados hoje e numa escala maior. Tudo é muito velho e antigo. O estado de rebeldia do homem contra Deus prevalece até hoje.

  1. Duas jovens eram cuidadas por um Médico. Mas, ao invés de serem cuidadas eram mantidas.

O homem por causa da ignorância em que vive, pela dureza do seu coração, está obscurecido no seu entendimento (Ef. 4.18), quando pensa esta vivendo a chamada “Liberdade”, podendo desfrutar de todos os prazeres que quiser, andando segundo os desígnos do seu coração, pelo contrário está ele acorrentado e se encontra num estado de sonolência espiritual. E o pior é que é mantido pelo maligno, que o leva a viver alheio a Deus fazendo a sua própria vontade.

  1. E em um dos aposentos vivia o Médico.

O maligno age em todo mundo através dos seus súditos: os demônios, procurando infiltrar-se no aposento, ou seja, na vida de cada pessoa para mantê-las prisioneiras. A Bíblia diz que a o mundo jaz no maligno (I Jo. 5.19 b). Ele é o deus deste século (2 Co. 4.4), por isso todos aqueles que ainda não se renderam a Cristo, tem nas suas vidas a operação de demônios, para que não conheçam a Jesus como Salvador.

  1. Por ganância, todos os que chegavam naquele lugar, o Médico intentava mantê-los também, através de drogas na comida ou na água.

A Bíblia diz que o inferno e a perdição nunca se fartam, e os olhos dos homens nunca se satisfazem (Pv. 27.20). A insatisfação do homem, leva-o a uma busca cada vez maior de algo que o sacie, tornando-se um círculo vicioso. O maligno em sua ganância de manter as vidas cativas, como suas escravas, usa de todos os artifícios. O homem com e bebe na mesa apresentada pelo diabo, que está contaminada pela droga chamada pecado. O que acontece na verdade é que essa fome e sede na vida do homem é a ausência de Deus, por isso diz a palavra do Senhor: Comerás e não te fartará, a fome estará nas suas entranhas (Mq. 6.14a).

  1. Seria impossível descobrir a sutileza do Médico, mas em meio às pessoas havia um advogado.

Satanás é astuto, no jardim do Édem enganou a Eva, conseguiu então tirar o homem dos planos de Deus (Gn. 3). E hoje ele continua insinuando ao homem a prática da desobediência e do engano. Em João 10.10a diz: O ladrão só vem para roubar, matar e destruir, mas Jesus, sendo nosso Advogado, veio para que tivéssemos vida, e vida com abundância (Jo. 10.10b.

  1. O advogado curiosamente passou a observar o comportamento das jovens e detectou o obscuro das coisas.

A Bíblia é clara quando diz que o homem sem Deus é cego. Não consegue ver o que está tão patente aos seus olhos, na sua situação de miserável pecador. Vale ressaltar o que diz em 2 Coríntios 4.4: “ O deus deste século cegou o entendimento dos incrédulos para que não lhes resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo o qual é a imagem de Deus”. O homem é incapaz de cumprir a vontade de Deus, por se encontrar nas trevas e na sombra da morte (Mt. 4.16),Jesus entra em cenário como a luz do mundo ( Jo 8.12), e passa a revelar ao homempessoalmente a vontade de Deus, aquilo que para a humanidade estava obscuro, manchado pelo legalismo e hipocrisia. Jesus como advogado podia ver de forma clara o comportamento das jovens. Só Jesus na sua ótica espiritual, podia discernir o que diz Tito 1.16: “Confessam que conhecem a Deus, mas negam com suas obras”. O homem está escravizado pelo pecado, e tem por pai o diabo, e ainda chega a dizer: temos um pai que é Deus (Jo. 8.34,44 41).

  1. O Médico percebendo tentou deter o advogado.

Com a vinda do Salvador Jesus Cristo, o diabo que tinha e tem muitas vidas cativas, não gostou, pois sabia muito bem que Jesus Cristo é o Salvador que liberta a todos quanto o recebem. Então se levantou com fúria pertinaz. Quando Jesus nasceu, o diabo de forma desesperadora se levantou e mandou matar todas as crianças de dois anos para baixo, a fim de matar o menino Jesus (Mt. 2.13-16). Quando Jesus já estava grande, o diabo de maneira mais direta vem e tenta o Senhor Jesus durante 40 dias, mas como sempre, foi derrotado (Mt.4.1-11). Tentou também através do discípulo Pedro, que não vigiou (Mt. 16.23); por meio do traidor Judas Iscariotes (Lc. 22.3). Tudo isso para exterminar o Príncipe da Paz. O diabo Falhou!

  1. O Médico sutilmente com uma seringa tentou injetar no advogado, mas o advogado esquivou-se e injetou no Médico.

Durante toda vida de Jesus aqui na terra, o diabo sempre procurou falhas em Jesus para ter do que acusá-lo e acabar com o plano da Salvação (Lc. 20.23). O inimigo do filho de Deus chegou a usar homens que se achavam sábios aos seus próprios olhos para matá-lo (Mt.12.14; Lc.6.11). Porém Jesus era um com o Pai, e o diabo não pode e não tem poder sobre o Todo Poderoso, e em todas as tentativas de destruí-lo nenhuma triunfou, mas sim, foi derrotado. Jesus quando cumpriu sua missão no calvário, triunfou sobre todas as obras do diabo (1 Jo.3.8b), por isso somos mais que vencedores (Rm.8.37)

  1. O Médico ficou dopado.

Com a crucificação e ressurreição de Cristo, Ele despojou os principados e potestades, os expôs publicamente ao desprezo, triunfando sobre eles na cruz (Cl. 2.15), agora ele tem as chaves da morte e do inferno (Ap.1.18). O diabo tentou deter Jesus, mas foi ele quem ficou dopado. Agora todos os que se chegam a Jesus, vencem o pecado e o poder do diabo sobre suas vidas, pois ao Senhor foi dado todo o poder e autoridade no céu e na terra (Mt.28.18), e todos os que o abraçam verdadeiramente são livres (Jo. 8.36)

  1. Antes disso, porém, o Médico de forma maldosa, tinha entregado o advogado para as autoridades que, nessa ocasião chegaram e prenderam o advogado.

Desta vez satanás usa Judas Iscariotes, que traiu Jesus vendendo-o por 30 moedas de pratas (Mt.26.14,15). Foi ele quem levou os soldados para prenderem a Jesus. Muitos em nossos dias têm vendido Jesus da mesma fora que fez Judas, não levando em conta o autor da salvação.

  1. O advogado preso vai diante de uma multidão enfurecida.

Jesus foi levado diante da mesma multidão que há um tempo gritava: Hosana nas alturas, bendito é aquele que vem em nome do Senhor (Mt.21.9). E agora enfurecida gritava: Crucifica-o, Crucifica-o (Mt.27.22)

  1. Diante da multidão é dada uma arma para o advogado e ele com a     arma na fronte...

Ao Rei dos reis foi dada uma coroa de espinhos, uma cruz e o pecado da humanidade sobre si (Is. 53.4). Os instrumentos usados para matar Jesus, tornaram-se em suas mãos uma arma poderosa para salvar o mundo dos seus pecados (Mt.27.29).

  1. Passou a cantar uma curiosa canção em espanhol:
  • Eu quanto te amei, e por te amar, vim para te libertar daquele que te mantinha presa, mas tu não me entendes. Amo-te! Te amo noiva minha! Por que não me compreendes? O Médico é inimigo e te mantém dopada. Tu estas sonolenta, só Eu... Somente eu posso te libertar. Eu sou teu noivo.

Mas diante de todo sofrimento sem reclamar, como diz as escrituras sagradas no livro de Isaias 53.7: “Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu a boca. Mas dento dele, era como se cantasse essa canção acima, que não foi ouvida, pois não dariam ouvidos (Lc. 22.67), nem compreenderiam por terem um coração entenebrecido, duro, mas naquele momento de vergonha, de dores horríveis, mitos o amavam. No simples olhar do Senhor Jesus era decifrado essa canção e então choravam (Lc. 23.27).

  1. Em meio à confusão, entende-se que o advogado é libertador e o        Médico é mau, mas o advogado desaparece.

Na morte de Jesus observamos vários acontecimentos ocorridos na natureza, como também em outros lugares, por exemplo: Houve trevas sobre a terra, o véu do santuário se rasgou em duas partes, abriram-se os sepulcros e muitos corpos dos santos ressuscitaram terremotos, etc. Em meio a toda essa confusão, alguém exclamou: Verdadeiramente este era o Filho de Deus (Mt. 27.45-54), o Messias que viria resgatar a humanidade como Deus havia prometido, e como o próprio Jesus falou em João 8.28. Atualmente todos, ou pelo menos uma maioria, crêem que Jesus é o libertador, embora o rejeitem, reconhecem esse fato. Depois de sua morte, ele foi assunto aos céus e não é visto mais pelos olhos humanos, como ele mesmo declarou: Ainda um pouco estou convosco e depois irei para junto daquele que me enviou. Haveis de procurar-me e não me achareis (Jo. 7.33-34)

  1. Logo em seguida uma multidão está chegando do lado Norte, todos com um só tipo de vestimenta escura.

A vestimenta escura tem tudo haver com a situação espiritual em que uma multidão se encontra, estão manchados pelo pecado. São pessoas de todos os lugares do mundo, com seu linguajar, costumes, níveis sociais e intelectuais diferentes, mas no que diz respeito a sua situação espiritual, estão num mesmo patamar, com um só tipo de vestimenta, caminhando numa só direção, podemos dizer, não do norte, mas para a morte eterna no inferno, como castigo por rejeitarem o libertador, Jesus Cristo, que pelo seu sangue vertido na cruz, purifica e lava todo pecado (Sl. 51.7), deixando as vestes espirituais brancas (Ap.3.21)

  1. Longe de todos, uma jovem destaca-se com vestes brancas, puxando um carro, e sobre o carro, uma grande cama bonita, procurando o advogado noivo, mas como encontrá-lo?  Ele está todo deformado!

A Bíblia fala daqueles que lavaram suas veste no sangue do Cordeiro (Ap.7.14; 22.14), e fazem parte da igreja de Cristo, também chamada a Noiva de Cristo (Ap.19.7; 21.9), que se destaca pelo seu viver em santidade. Enquanto a igreja está no mundo, tem sobre si uma grande responsabilidade, uma missão a cumprir como noiva de Cristo. Tendo-o também como seu advogado (1Jo.2.1). A noiva de Cristo- a Igreja, vive esperando o dia em que ele a levará para que aconteça as bodas do Cordeiro (Ap.19.7~.

  1. Mas um homem coitado, mal trapilho, todo deformado, com o crânio quebrado já sarado, com os pés descalços, está perto do cercado e ao seu lado um homem de branco.

Jesus teve o corpo dilacerado pelas torturas que sofreu, e apresentou isso ao homem como prova de seu amor (Rm. 5.8). Foi necessário que assim procedesse, para que pudesse ficar perto do cercado. Este cercado é o “Eu” do homem que o separa de Deus, por viver em busca de satisfazer sua carne, desagradando a Deus (Rm. 8.8). Mas não é somente Jesus quem está perto do cercado, o próprio Espírito Santo está também, como aquele que convence o mundo do pecado, da justiça e do juízo (Jo. 16.8), e o homem do grande amor de Deus em Cristo, quando ele olha pela fé para a cruz e reconhece o seu estado de miserável pecador.

 

 

  1. Uns homens que também procuram o advogado noivo...

Todo homem tem uma inspiração inata por Deus, já nasce com o desejo de Deus na sua vida. Por ser espiritual, criado para relacionar-se com Deus, vive na busca de preencher esse espaço, à procura de um Deus desconhecido (At. 17.27,28). De forma que todos querem chegar a Deus, mas a maioria erra o caminho que leva até Ele (Mt.7.13;Jo.14.6)

  1. Indagam aquele de aspecto desagradável e ele responde com outra canção:
  • Olhe meu estado!... Tudo isso por te amar. Olhe o que restou de mim por te amar.
  • Olhe!... Olhe!... Será que ainda não me reconhece? O que posso ainda fazer por ti, para que me compreendas?

A salvação está tão próxima do homem, mas ele não consegue ver, pois não tem visão espiritual. Estão tateando a procura de Deus, bem que não está longe de cada um de nós, pois Nele vivemos nos movemos e existimos (At. 17.27,28). O Senhor Jesus se revela ao homem através da maior e mais linda canção que já se ouviu: a mensagem do evangelho. Através da pregação Jesus mostra de forma pessoal a causa de sua morte, que é tão conhecida, mas incompreendida, hoje Ele continua a chamar a atenção do homem dizendo: Olhe o meu estado! Tudo isso por te amar.

  1. O homem de branco que está ao lado, afirma que tudo o que ele diz é verdade e diz:
  • Fui eu que o assistir em todos os seus sofrimentos.

Quando uma pessoa esta ouvindo a mensagem do evangelho, o Espírito Santo produz nele a fé (Rm. 10.17), e o convence do pecado, da justiça e do juízo (Jo. 16.8). É como se Ele abrisse diante do homem uma porta, para que lhes resplandeça a luz do evangelho (2Co.4.4). O Espírito Santo teve papel importante no ministério de Jesus, desde o momento em que foi gerado no ventre de Maria, pois a Bíblia diz que ela achou-se grávida pelo Espírito Santo (Mt1. 18), diz ainda que no seu batismo, o Espírito Santo veio sobre Ele em forma corpórea de uma pomba (Mt3. 16), e em todas as situações que Jesus viveu, O Espírito Santo esteve presente, inclusive nos seus sofrimentos.

  1. Os homens vibram e prometem levá-lo para onde está a grande multidão.

Depois desse tão deslumbrante encontro com Cristo, só há motivos para pular, desejo de voar (Ml. 4.2), então broa o desejo de falar dele, de apresentá-lo diante de todos aqueles que ainda não tiveram um encontro com o verdadeiro amor, que é Jesus, o Salvador (1Co. 14.24,25).

  1. Mas quem acreditará que foi ele quem descobriu o médico inimigo? A sua mensagem será a mesma canção, muitos acreditarão.

Muitos deixam de aceitar a Jesus, por que não crêem que Ele tem poder de libertá-los de toda sorte de males que estão em suas vidas, outros não aceitam porque se julgam capazes de por si só vencer o pecado e conquistar a vida eterna e outros por não acreditarem no que Cristo fez quando morreu na cruz; descobriu o médico inimigo, ou seja, destruiu todo poderio de Satanás, deixando à vista de todos que ele não exerce poder sobre os que estão debaixo da graça. A mensagem que Cristo deixou, é pregada no mundo inteiro, como uma canção que é cantada por muitos; a canção do amor. Quem conhece o amor de Cristo, canta a mesma canção de alguém que por amar é capaz de se entregar e a mensagem de Cristo é crida por muitos.

  1. No final da canção ele dirá aos que tiverem crido:
  • Eu! Eu sou Jesus! O Salvador. Fui eu que fiz todas essas coisas. Eu vim buscar você.
  • Eu, Eu amo você! Você me aceita? Se você me aceitar, peça para eu entrar em sua vida. Hein! Você me aceita?

AUTORIA:  Pr. ALBERTO MENEZES

PROJETO  REGISTRADO

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!